Inicialmente o núcleo dirigido pela coreógrafa Célia Gouvêa e o diretor teatral Maurice Vaneau denominou-se, TEATRO DE DANÇA DE SÃO PAULO, estreando com Caminhada I, II e III em Dezembro de 1974. O espetáculo constituiu um marco no desenvolvimento da dança contemporânea em São Paulo e no Brasil, por ter sido a primeira montagem apresentada no Teatro Galpão (conjunto Ruth Escobar), enquanto teatro de dança – um espaço não convencional e sem coxias. CAMINHADA iniciou o ciclo de uma dança voltada à pesquisa e experimentação e foi saudado por Sábato Magaldi como “um espetáculo perfeito, um novo caminho e uma nova linguagem”. Segundo Linneu Dias, deu o tom ao novo Teatro de Dança Galpão.
Hoje, CÉLIA GOUVÊA GRUPO DE DANÇA, alterna em seu repertório solos e montagens com até 20 integrantes, como CORPO INCRUSTADO, coreografia concebida para 20 bailarinos e 1 músico, com o conceito de associar a dança à cidade.